sábado, 18 de setembro de 2010

Forno - Parte IV- Ele mostra para o que veio

Hoje pela manhã fiz a segunda queima no forno coletivo. Achei que esta queima teve resultados exuberantes. É só dar uma olhadinha no gato abaixo, feito pela Luiza. 

A porta do forno não me parecia muito prática, exige muita mão de obra e tempo para abrir e fechar. Por isso decidi fazer uma com fibra cerâmica de alta temperatura. 



Para fixar a fibra frágil na grade torneei estas presilhas bem como os olheiros para visualizar o interior do forno. 
A fibra é muito sensível, As presilhas são amarradas com arames na grade bem como os olheiros

 


A ideia deste  forno é de ser fácil para fazer e de baixo custo, por isto abri mão de uma dispendiosa estrutura metálica para a sustentação da porta. O jeito foi dar uma escoradinha. Até o machado com que corto as madeiras para fazer a redução final na queima, entrou na jogada


A equipe está pesquisando e preparando receitas novas de esmaltes, em primeiro plano estão alguns testes bem sucedidos 
É impressionante a ação das chamas e da falta de oxigênio sobre as peças durante a queima. As canecas acima foram esmaltadas com somente um  tipo de esmalte. O turquesa se transforma em vermelho
 por magia do fogo 
Esta sequência de fotos também mostram  os efeitos  inesperados da queima e por incrível que pareça há também somente um esmalte na peça . Como surgiu esta tempestade de raios ?




 
O único problema deste forno é que ele é um pouco  desgovernado e anarquista como eu.
O cone da direita ultrapassou os 1260 graus, foi colocado a 15 cm da entrada das chamas. Os outro dois para 980 graus , coitados, quase desapareceram, foram colocados da metade  e na parte superior do forno. Tentei  comprar  cones para outras temperaturas e recebi a triste notícia do fornecedor que a única fábrica de cones do Brasil fechou as portas. Mas não há de ser nada, nós ceramistas estamos acostumados a estes percalços e vamos superar mais isto.

3 comentários:

anamariachiapinotto disse...

Simplesmente amei!!!!
Antes mesmo de embarcar não resisti e vim dar uma olhadinha para ver se havia novidades. e não é que tinha mesmo.
Estou morrendo de saudades antes mesmo de ir.
Milhões de beijos para todos.
anamaria

Anônimo disse...

Saí do torno neste exato momento.
Estou fisicamente cansada, com as mãos sujas de barro, mas imensamente feliz. Estou me sentindo a própria fênix...
É muito bom fazer parte disto tudo.
É muito dividir estes momentos de
glória...depois da expectativa...
do cansaço, o resultado maravilhoso.
Luiza

Márcia Elisa disse...

Como assim, o CONE da direita???