sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Como me tornei uma bruxa

Esta bruxa tem vários anos de jornada até vir a ser o que é hoje.
No primeiro ano de vida coloquei um chapeu de bruxa em uma caneca que normalmente faço, com cabo de vime. Pensando em incrementar um pouco mais, no ano seguinte ela ganhou duas pernas com sapatos pretos. Na próxima temporada ela recebeu uma vassoura na ponta do cabo. Neste ano uma gato preto se mudou para a ponta de seu chapeu. De tantas idas e vindas nos cansamos uns dos outros. Ela de mim, eu dela, e o público também. Ela teve seus momentos de glória e eu não aguentaria as lamurias da decadência do tipo "ninguém gosta mais de mim", "ninguém me quer".
Dei-lhe uma maçã envenenada e ela caiu em sono eterno. Está a espera que o beijo de seu sapo encantado a desperte novamente quando ninguem mais lembrar que ela uma vez existiu.
Ela foi retirada de circulação. O mais impressionante é que depois que ela não apareceu mais no briquerecebi duas encomendas. Será que fui precipitado demais?
Alguém tem ideia onde posso encontrar um sapo encantado?

6 comentários:

Mariângela disse...

tu poderias ressuscitar o bule com pés e chapéu de bruxa, este sim,um eterno sucesso. O sapato com este cadarço e lacinho enfeitado está lindo! beijo!

Laura disse...

Eu sei onde existem sapos encantados!!Em um programa no National Channel eu vi uns sapos coloridos, acredito que sejam encantados...mas acho que eles ficam muito longe...e nem lembro onde eles moram!!(eu acho que eles são encantados porque são coloridinhos!)
Beijos Laura

Rui disse...

Laura - luzinha da minha vida.
Veja se nos cantinhos do jardim da vó não tem algum sapinho encantado, ou na praia talvez.

Marcos disse...

O Inácio, este aqui que me deste, é mais do que encatado, chega a ser intrometido e repressor. Vive me advertindo sobre conteúdos impróprios que tento subrepticiamente postar no blog.
Abraços

Rui disse...

Amigo Marcos
O Inácio foi feito para tí e vai se ocupar somente contigo. Não acredito que ele vá trocar o montão de gargantas,narizes e ouvidos problemáticos que ele vê todos os dias e sair por ai beijando uma bruxa louca, desgastada e envenenada com o próprio veneno e ainda mais com um gato no chapéu? E agora parece que ele está cumprindo a função de alter-ego.É bom que ele faça isto, pois o teu parece estar meio adormecido...
Abraços
Rui

Anônimo disse...

domingo teremos sol...
não acharemos sapos encantados no brique....
javier