quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Se não fosse eu o jardineiro morreria de inveja
















Estou fazendo um catálogo de fotos de cerâmica para um novo blog para ver se descolo um dindin
Este atual já se perdeu em desvairios. Está incorrigível, seguindo os rumos do coração.Neste novo não vou escrever nada, só o número das peças. Assim creio que vou vou me livrar deste bendito/maldito caboclo que veio só para atrapalhar meus negócios
O blog vai se chamar ceramicasdoruigassen.blogspot.com. Nas últimas horas , para espantar a saudades de minhas companheiras fiquei selecionando fotos de cerâmicas da época que morava em Ivoti para colocar no Blog. Encontrei coisas surpreendentes, como estas esquecidas fotos de meus cactos. Ao contrario de mim eles não apreciaram tanto a mudança para Porto Alegre. Nunca mais tiveram floradas tão exuberantes. Acho que teremos que sentar e trocar uma ideia. Elas continuam florescendo todo ano, mas não com aquele entusiasmo juvenil.



4 comentários:

Marcos disse...

Rui
Ia te mandar um e-mail à parte, mas, como o papo é por aqui, é aqui mesmo que vai!
Se me permite opinar, já que tive alguma responsabilidade neste processo de formação/deformação/divulgação do seu blog = acho que ele está é muito bom!
É caloroso e humano. Personifica o ceramista e o traz para perto do leitor.
Quando a coisa é somente um catálogo fotográfico, numérico ou um desfilar de aspectos técnicos = não atinge na profundidade e restringe o público potencial.
Como contribuição adicional, para tentar introduzir/resgatar um caráter mais prático/comercial no blog, sugiro:
- Cogitar a mudança do título do blog para: "Rui Gassen Ceramista" (ruigassenceramista.blogspot.com). Isto agregará objetivamente à pessoa o seu caráter profissional e será um facilitador para os mecanismos de busca da internet.
- Intercalar sempre assuntos de "ceramicidade" às suas divagações incorrigíveis, necessárias e preciosas.
- não perder o frescor, transparência e sensibilidade que caracteriza o seu texto. Ele é, além da inquestionável qualidade do seu trabalho artesanal, o seu diferencial e o que o aproximará cada vez mais dos seus afins.
Tenho absoluta convicção de que isto lhe trará muito mais fregueses, que terão afinidade com o seu trabalho e pessoa, e, além de tudo, diminuirá o risco de ocorrer o mesmo fenômeno experienciado no final do ano com aquela avalanche de pessoas "nada-que-ver" ou "nada-querem-ver" ou "só-querem-comprar"!
Estou certo de que para você este tipo de clientela não interessa e pode trazer tantos aborrecimentos que não compensarão a inevitável fortuna que irá acumular!
Imagine-se lá na praça vendendo suas peças como faz todos os finais de semana.
Fala sobre o trabalho e tudo o mais que acha importante na vida, não separa as coisas = por que teria que ser diferente daqui para frente? Está sentindo a necessidade de mudar? Acho que tudo começa por aí!
Pense com carinho à respeito
Um forte abraço

Marcos disse...

Rui
Estava me esquecendo:
Maravilhosas fotos e preciosos espécimes = quero mudas de todos!
Abraços

Neide Rigo disse...

Marcos, o Rui está criando outro blog só catálogo e não um substituto. Melhor assim, não?

Mariângela disse...

noooossa! que legal que colocaste as fotos dos cactus, antes de ler o post estava horrorizada de pensar que eles haviam florescido assim na minha ausência,ufa! lembro que até de madrugada a gente acordava só para ver os brancos, de fato,nunca vi nada igual e nesta quantidade,tens mesmo que chamá-los para uma prosa,beijo!